Acabou a Luz! Supercomputador brasileiro é desligado por falta de dinheiro.

Imagine que sua empresa criou um projeto para atualizar uma linha de produtos. Você cuidou do projeto, entregou o mesmo no prazo, custo e escopo acordado com o cliente. Todos ficaram satisfeitos com seu trabalho. Meses depois fica sabendo que os produtos que ajudou a criar não venderam o esperado. Como você se sente? Durante o projeto você realizou ações para garantir que o mesmo tivesse sucesso após o término ou apenas conduziu o projeto como manda o figurino? Você se preocupa com o que vai acontecer após o término do projeto 1, 2, 5 anos depois?

Afinal, como estimar usando o Planning Poker?

Em qualquer projeto temos sempre a mesma dificuldade: Como vou saber quanto tempo vou levar para alguma atividade? Será que devo começar sem saber e no meio do caminho falar quanto tempo falta? Pode ser software, hardware ou construção. Até os profissionais mais experientes possuem dificuldades em estimar o próprio trabalho.

Felizmente existem diversas técnicas que podem nos ajudar e uma delas é o Planning Poker. Neste artigo vamos entender como utilizar esta técnica.

[GPMPE-MH] – Quais premissas você cria para seus projetos? #11

O número de premissas que criamos para um novo projeto está diretamente ligado ao quanto sabemos sobre ele. Quanto menos sabemos, mais premissas são criadas.

O fato é que no início de qualquer projeto consideramos sempre estas premissas como válidas. Porém se você já tem uma experiência em gerenciamento de projetos sabe que nem sempre isso se mostrará verdadeiro ao longo e término do projeto.

[GPMPE-MH] – Você quer ser um Gerente Híbrido de Projetos? #10

O Gerente Híbrido de Projetos deve possuir conhecimento em diferentes áreas, tanto tradicionais (pmbok, prince2) como ágeis (scrum, fdd, Lean, etc) e também de negócio. Precisam entender do negócio do projeto.
Eles são comunicativos e também sabem ouvir, buscando principalmente a confiança de sua equipe. Trabalham em conjunto com sua equipe para encontrar a melhor decisão. Se a decisão escolhida foi incorreta, eles trabalham duro para corrigir o problema. E por fim, compartilha com sua equipe com o mesmo peso as vitórias e derrotas!

[RM] – Gerenciando Riscos dos Projetos com os Incas em Machu Picchu! #0

Nova série de artigos sobre Gerenciamento de Riscos (RM – Risk Management). Nesta série vou abordar uma Gestão Proativa de Riscos, como agir proativamente em relação aos riscos dos seus projetos, utilizando técnicas e ferramentas tradicionais e ágeis tanto para identificá-los como para monitorá-los, além de passar algumas experiências ao longo dos artigos.

[GPMPE-MH] – Garanta a eficiência do seu Plano de Comunicação #9

Você já fez todo o planejamento do seu projeto, já conhece todas as partes interessadas e traçou um Plano de Comunicação que acredita cobrir todas as necessidades do seu projeto. Mas como garantir que este plano está funcionando? Como medir a eficiência deste plano?

[GPMPE-MH] – Como preparar sua equipe para Projetos Híbridos #8

Nos artigos anteriores falei sobre como iniciar um projeto utilizando métodos convencionais e ágeis. Ao iniciar um projeto precisamos definir no início quais serão as técnicas, metodologias ou práticas que pretendemos utilizar, tanto pra gestão como para execução.

A principal dificuldade em um projeto híbrido é fazer com que a equipe do seu projeto consiga trabalhar tanto com modelos ágeis como tradicionais.