Riscos

Capture os Riscos do seu projeto – Riscos Go

Qual a relação entre o recém lançado Pokemon Go e o Gerenciamento de Riscos? O Gerenciamento de Riscos é fundamental para o sucesso do seu projeto. Neste artigo vou falar sobre a importância desta área no seu projeto e o quanto ela é negligenciada.

Nos artigos anteriores falei muito sobre métodos ágeis e híbridos, agora vamos falar sobre o gerenciamento de riscos.

Nesta semana vimos o lançamento do jogo Pokémon Go no Brasil. Tanto as crianças quando adultos estavam ansiosos por ter o aplicativo no celular e poderem capturar os monstrinhos em todos os lugares. Nenhum recurso dele é novo: tem sensor de movimento, localização, mapas e até mesmo a realidade aumentada, apesar de não ser tão popular ainda.

Para ter uma melhor experiência com o jogo, temos que sair de nossas casas, de nossa zona de conforto e caminhar pelas ruas, visitar praças, lojas, shoppings e outros locais públicos, tudo para localizar o monstrinho. Para capturá-lo, basta jogar uma pokebola e torcer para ele ficar preso. Existe o risco de você não conseguir, por conta disso precisa planejar cada jogada e decidir se tentará capturar esse ou aquele pokémon. Seus recursos são limitados, você tem poucas pokebolas. Precisará gastar dinheiro ou andar mais pela cidade para consegui-las.

Mas afinal, qual a relação desse jogo com o Gerenciamento de Riscos? Pode não parecer, mas veja só a lista de riscos que identifiquei apenas com os recursos comentados acima:

Você pode

  • Ser atropelado
  • Bater seu carro se estiver dirigindo
  • Gastar muito dinheiro para acelerar o progresso do jogo
  • Perder pokémons raros mesmo que gaste muito dinheiro para tentar capturá-los
  • Pode ser assaltado

Mas você também pode:

  • Perder peso caminhando
  • Conhecer novos lugares e pessoas
  • Não gastar nenhum dinheiro e ter uma boa experiência
  • Jogar em grupo com amigos que você não costumava ver pessoalmente.

Poderíamos ir longe nestas listas. Veja que riscos não são apenas fatores negativos. Temos os riscos positivos, o qual chamamos de oportunidades. Durante o jogo buscamos minimizar/mitigar ou evitar os negativos e aumentar/compartilhar as oportunidades.

Mesmo sem saber, os jogadores e as demais pessoas gerenciam riscos o tempo todo. Porém este esforço fica apenas nisso. A grande parte das pessoas e empresas não focam na gestão de riscos como se deve.

Imagine se você pudesse incentivar sua equipe com um aplicativo, um “Riscos Go” em que motivasse sua equipe a capturar os riscos do seu projeto e pensar sobre ele. Isso não seria ótimo? Apesar deste aplicativo não existir, temos diversas técnicas e ferramentas que podemos usar a nosso favor para isso.

Gerente de Projetos: Justifique sua existência na empresa!

É comum durante nosso trabalho como Gerentes de Projetos questionarem porque somos necessários. Já pensou ter uma forma de demonstrar o valor do seu trabalho com uma simples ferramenta, uma simples conta? A Gestão de Riscos permite isso.

Durante a fase de planejamento poderemos encontrar diversos problemas e oportunidades. A maior parte dos riscos podemos converter em valores financeiros e de tempo quando calculamos seu impacto no projeto. Já pensou mostrar para sua empresa que uma simples ação pode gerar uma economia muitas vezes maior que o seu salário? E o melhor: você mostrará isso matematicamente, sem suposições.

Porque as empresas ignoram a Gestão de Riscos?

Mesmo esta sendo uma área vital e importante no Gerenciamento de Projetos, ela é ignorada ou realizada de maneira bem simples. Acredito que a principal causa seja uma sensação falsa de controle ou até mesmo o desconhecimento de como formalizar a gestão de riscos nos planos do projeto, principalmente nas atividades e nos planos de comunicação.

Existe um hábito antigo de colocar gorduras nas atividades do projeto. Se existe um medo dela não dar certo, no chute as pessoas colocam uma porcentagem ou valor extra. Porém durante o planejamento esta gordura é cortada nas fases de refinamento do orçamento, justamente por terem sido colocadas sem controle ou critério.

Além disso, muitos tratam os riscos apenas como coisas negativas, ignorando que podemos encontrar oportunidades que devem ser aproveitadas durante o projeto para antecipar entregas ou trazer melhores resultados para a empresa.

Análise de Riscos mal feita leva a respostas erradas

Você até sabe da importância do gerenciamento de riscos e tenta gerenciá-los, porém ao fazer isso da maneira errada você estará apenas aumentando os riscos negativos e diminuindo as chances de encontrar riscos positivos.

No mínimo você encontrará três situações:

  • Você tentará e irá falhar: O projeto irá falhar por usar o esforço de maneira errada
  • Você tentará e até terminará o projeto mas não atingirá os objetivos: Você irá completar o projeto mas as metas e objetivos do projeto que você deveria entregar nunca serão atingídos.
  • Você tentará e até terminará o projeto mas irá gerar consequências indevidas: Você terminará o projeto, atingirá os objetivos e metas que se comprometeu porém irá gerar consequências com impacto negativo para sua empresa.

O desenvolvimento do processo de gerenciamento de riscos na sua empresa fica complicado, depende principalmente da mudança de mentalidade e da fonte das informações que você irá utilizar para criar este processo.

Próximos Artigos e Curso

Nos próximos artigos irei abordar mais a fundo o tema de gerenciamento de riscos e as técnicas que podemos usar para isso. Espero que tenha gostado do tema e que acompanhe os próximos!

Você tem interesse em estudar esta área do Gerenciamento de Projetos? Fique ligado no meu perfil no LinkedIn que nos próximos dias irei anunciar um curso de Gerenciamento de Riscos com desconto para os primeiros alunos!

Obrigado pela leitura e até a próxima!