Certificação PMP – Roteiro de Estudos

PMP - Project Management Professional

Finalmente, depois de muito estudo e dedicação consegui a tão desejada certificação PMP!

Neste artigo irei resumir meu roteiro de estudos para a certificação.

Requisitos da certificação PMP

Para se candidatar à certificação PMP você precisa ter:

  • Formação de quatro anos (de bacharel ou equivalente)
  • Mínimo de três anos de experiência no gerenciamento de projetos
  • Mínimo de 4.500 horas de liderança e direção de projetos
  • 35 horas de formação em gerenciamento de projetos

OU

  • Diploma de ensino médio (ensino médio ou equivalente)
  • Mínimo de cinco anos de experiência no gerenciamento de projetos
  • Mínimo de 7.500 horas de liderança e direção de projetos
  • 35 horas de formação em gerenciamento de projetos

Fonte: http://brasil.pmi.org/brazil/CertificationsAndCredentials/PMP.aspx

 

Com os requisitos atendidos chegou a hora de se preparar para o exame! Como podem ver nos requisitos, é necessário um curso de gerenciamento de projetos de 35 horas. Este curso pode ser qualquer tipo de curso relacionado à área, seja um treinamento interno na empresa, curso online ou curso presencial.

Depois de muita pesquisa e a recomendação de um amigo que tinha sido aprovado no exame CAPM escolhi o curso online preparatório da TIEXAMES (http://www.tiexames.com.br). Você não precisa pagar um absurdo em cursos presenciais que dão a promessa de pagar pelo segundo exame em caso de reprovação. Com o curso e roteiro da TIEXAMES você não precisará realizar a prova uma segunda vez. 🙂
Este curso serve tanto para PMP quanto CAPM.

Por ser um curso “e-learning” é necessário dedicação e esforço adicional. Descobri com os estudos para a certificação PMP uma capacidade de auto-aprendizado que não sabia que possuía.

Ao adquirir o curso da TIEXAMES, você irá pagar uma pequena taxa para ter o curso disponível durante UM ANO, mas o estudo necessário e o que realizei pode ser feito em apenas 1 mês. Neste curso você encontra um roteiro detalhado de estudos, o qual posso resumir da seguinte maneira:

  • Adquirir o curso da TI Exames (Não houve mudanças para o novo exame conforme blog deles)
  • Adquirir o livro da Rita Mulcahy (8ª Edição) (Já existe versão em inglês atualizado para 2015)
  • Realizar a Filiação ao PMI para obter a cópia gratuíta do  PMBOK 5ª Edição e desconto na taxa do Exame
  • Realizar o curso da TI seguindo o roteiro proposto.
  • Realizar a compra da prova no site do PMI.
  • Com a aprovação da compra, agendar no site da Prometric.
  • Realizar a prova e ser aprovado!

Este roteiro da TIExames consiste em:

  1. Assistir ao módulo online
  2. Realizar a leitura do capitulo correspondente ao PMBOK
  3. Realizar a leitura do capítulo correspondente no livro da Rita.
  4. Realizar os simulados adicionais do módulo disponíveis na TIExames
  5. Realizar o simulado ao final do livro da Rita
  6. Realizar o “Quiz” no final do módulo (que é o que registra sua aprovação).
  7. Ao terminar os módulos, realizar os simulados “estilo exame” de 200 questões. Fazer ao menos 2 deles para se acostumar com o tempo da prova, lembrando de ter aprovação de 85%.
  8. Opcional: Adquirir o Fast Track da Rita, um simulador do exame PMP.
  9. Dica Extra: Trate seus estudos como um projeto! Monte um cronograma, termo de abertura, riscos, metas, partes interessadas (inclua inclusive familiares que podem ajudar ou não nos seus momentos de estudos), entre outros.

Tenha como meta obter sempre acima de 85% de primeira nos simulados. Caso contrário o ideal é revisar e não ficar repetindo muito os simulados para não decorar as questões.

Este é o roteiro recomendado pela TIEXAMES, o qual eu segui com apenas uma alteração: Abandonei a leitura do PMBOK no 5º capitulo, por conta e risco por sentir que estava confundindo alguns conceitos que estavam bem explicados no livro da Rita. Mas isso vai de cada um. De qualquer maneira recomendo a leitura do PMBOK pois alguns termos e conceitos só são apresentados nele (errei algumas mas poucas questões dos simulados onde a resposta só estava no PMBOK).

Além disso, como já tinha concluído o MBA em Gestão de Projetos, já possuía horas para apontar no PMI como curso de gerenciamento, o que me permitiu agendar a prova antes dos estudos, tendo com isso uma data fixa o que me motivou a estudar e cumprir os horários. Realizei os estudos em 1 mês estudando diariamente, um pouco por dia. Caso você não tem, terá que realizar 75% do curso da TIExames para ter o certificado deles e apontar isso no registro do exame no PMI.

Seguindo este roteiro, tendo aprovação de 85% em todos os simulados, sua chance de ser aprovado no exame PMP serão muito maiores!

Dicas Finais

Quando for comprar o exame no PMI você terá que apontar as horas dos projetos que participou com atividade de gerenciamento. Vale qualquer tipo de projeto (pessoal, profissional, voluntário, etc). Porém em todos você precisa detalhar o que realizou e quais documentos e áreas de conhecimento gerou nos projetos. Além disso, precisa identificar alguém neste projeto que possa comprovar suas horas caso caia na auditoria. Felizmente não fui selecionado pra auditoria mas antes de enviar as horas dos projetos confirmei meus contatos nos mesmos e solicitei autorização para o eventual caso de cair na auditoria.

No exame caíram muitas questões situacionais, do dia-a-dia do gerenciamento de projetos. Esqueça durante os estudos como você realiza ou julga correto em termos de gerenciamento de projetos, considere o que é dito no livro da Rita e no PMBOK. Errei diversas questões nos simulados até entender que o fato de eu realizar algo no mundo real que dê certo não significa que seja a boa prática recomendada pelo PMI. Quando entendi isso melhorei muito nos simulados. E caso não tenha muita vivência em questões situacionais recomendo ler os artigos e matérias publicados no site do PMI que também são base para questões no certificado.

Preferi não detalhar neste artigo como se inscrever no PMI, comprar a prova entre outros detalhes pois isso é apresentado de maneira aprofundada no curso da TIEXAMES. No mês seguinte a aprovação no PMP conquistei mais CINCO certificações com o apoio da TIEXAMES, todas no mesmo mês, mostrando que os cursos são suficientes e cobrem todo o conteúdo das provas.

Durante os estudos, dê uma atenção especial ao capitulo de Valor Agregado e Canais de Comunicação. No meu exame foram mais de 30 questões sobre estes assuntos. Entender e decorar as fórmulas e realizar o braindump sugerido pela TIEXAMES foi vital para acertar estas questões.

Desejo boa sorte a todos que irão realizar o exame e caso precisem de alguma dica, usem os comentários abaixo e vamos nos falando!

Extra:

Abaixo segue a planilha com os meus estudos por módulo, com as porcentagens de acerto nos simulados e testes:

Livro Rita Simulado Adicional Questões Rita Questões Simulado
Módulo 2 80% 90% 25 50
Módulo 3 77% 88% 26 50
Módulo 4 67% 80% 43 50
Módulo 5 80% 78% 30 50
Módulo 6 61% 72% 38 50
Módulo 7 61% 92% 38 50
Módulo 7 (Revisao) 61% 86% 38 110
Módulo 8 77% 72% 31 50
Módulo 9 71% 72% 31 50
Módulo 10 68% 88% 22 50
Módulo 11 79% 80% 38 50
Módulo 12 68% 72% 37 50
Módulo 13 55% 70% 20 50
Módulo 14 70% 82% 27 50

Após isso, realizei os simulados de 200 questões oferecidos pela TIEXAMES, com aprovação de 87%.

Extra 2:

Utilize o mapa com o Fluxo dos Processos do PMBOK criado pelo Ricardo Vargas: http://www.ricardo-vargas.com/pt/pmbok5-processes-flow/
Faça como eu, imprima em folha A3 e cole ao lado de sua mesa de estudos. Este fluxo irá ajudar a entender alguns conceitos e criar na sua mente um caminho natural de como os processos devem ser executados. Isso é fundamental pra diversas questões do exame que perguntam “Qual o MELHOR passo” ou “O que deve ser feito PRIMEIRO”.

Não é necessário decorar o nome de todos os processos conforme algumas pessoas dizem (Talvez pro exame CAPM). Entender cada processo e assumir o “bom senso” que o livro da Rita e PMBOK discutem é o suficiente para responder as questões relacionadas a eles. O “bom senso” no gerenciamento de projetos é diferente de pessoa pra pessoa mas considere o que o livro da Rita e PMBOK definem como boas práticas, o que é melhor, para os projetos.