PMDOME 2015 – Como foi minha participação

No dia 29/05/2015 tive a oportunidade de participar do PMDOME 2015!

Neste evento realizamos a simulação de um projeto utilizando as boas práticas do PMBOK e ferramentas como PMCANVAS.

Quem trabalha com Gestão de Projetos nem sempre tem a oportunidade de utilizar todas as áreas de conhecimento ou processos nos projetos, seja pelo tamanho do projeto como restrições da empresa, e é isto que o PMDOME busca, uma experiência mais próxima da realidade, formando equipes de pessoas que nunca se viram antes e fazendo com que o trabalho em equipe aconteça de maneira satisfatória!

Durante as atividades, por votação, minha equipe me escolheu como Gerente do Projeto, onde forneci dicas e acompanhei o andamento do mesmo, controlando os documentos e o trabalho realizado.

O objetivo do projeto era montar um Domo Geodésico passando por todas as etapas de um projeto real, desde controle de custos, abertura do projeto, riscos, mudanças ao longo do projeto, entre outras! Dentre as regras básicas, uma delas era que a equipe vencedora seria a com menor desvio do planejamento em relação a tempo e custo. O vencedor por fim não foi divulgado (talvez por estratégia do evento de motivar as pessoas a trabalhar unida por um objetivo). Entretanto, nosso projeto foi muito bem gerenciado: O orçamento ficou exatamente no valor planejado e o tempo teve uma variação de apenas 2 minutos!

Foi um evento divertido e ao mesmo tempo enriquecedor. Nele tive a oportunidade de conhecer o “guru” Ricardo Vargas, que forneceu dicas valiosas, tanto sobre gerenciamento de projetos como carreira. Conversei sobre alguns planos e trabalhos que tenho feito em relação a minha carreira e com suas dicas pude confirmar que felizmente estou no caminho certo!

O evento acontece todos os anos e mesmo para quem possui uma carga de experiência e certificações (percebi vários PMPs no evento!) vale muito a pena, a experiência é rica e o networking valioso.

Durante o evento, anotei algumas frases do Ricardo Vargas que considerei de “impacto” para a área de Gerenciamento de Projetos:

“Se deixar o projeto rolar, ele rola pro buraco”

“As coisas dão erradas sozinhas mas não dão certo sozinhas. Quer que algo dê errado, não faça nada”

“Algo que faz o projeto dar errado é o gerente com o perfil de técnico, com a falta do perfil humano”

“Trabalhar rápido não significa trabalhar bem” (sobre as regras do projeto do PMDOME, o vencedor seria o de menor variação no planejamento, não necessariamente a turma que entregasse mais rápido ou mais barato)

“Seja competitivo, não use todo o tempo, nem sempre trabalhe com folga” (Em relação a um projeto que possui tempo reservado acima da nossa capacidade, se podemos realizar um trabalho eficiente não devemos limitar nossa capacidade só pra aproveitar este tempo evitando receber mais trabalho depois)

“Estabilidade não existe. Gerente de Projetos = Problemas Começando” (Sobre carreira de gerente de projetos. Quanto melhor gerente você se tornar, mais e maiores problemas irá enfrentar. Não existe estabilidade, pois há quem pensa que se tornar gerente de projetos terá uma função confortável e sem problemas)

Após o evento do PMDOME ocorreu um Happy Hour do PMI-SP, onde Ricardo Vargas respondeu algumas perguntas dos presentes, além de termos outros autores falando de suas publicações e passando mais dicas e informações sobre gerenciamento de projetos. Conheci o Paulo Mei e seu livro “PM Mind Map”.

Quem nunca participou, recomendo!

IMG_20150529_173746074 foto 1IMG_20150529_203000185IMG_20150529_222256728